Pular para o conteúdo principal

25 de Abril - Trabalho de casa de Português 12º ano

Hoje trago um pequeno texto pedido pelo meu professor de português aos alunos. Não o considero nada de especial, mas decidi partilhar com quem lê um pouco do que escrevo. O texto consiste em associar o 25 de Abril a esta quadro, espero que gostem. Ele mostrou-nos vários quadros alusivos a este dia, e pediu para comentar este. Ficamos todos de boca aberta, mas depois chegamos a algumas conclusões.
“Não vejo relação” é o primeiro comentário. Ligamos o 25 de Abril à liberdade de expressão e ao direito ao voto. Não associamos em nada a uma mulher seminua com olhar de prazer. Ao observar a tela vou focar-me em três aspectos, que para mim são fundamentais: O saco escondido por detrás da fotografia, posição do corpo e o rosto.
Antes do dia de liberdade todos os atos não legais realizavam-se escondidos, colocados num saco bem fechado. Pode-se utilizar esta metáfora para a imagem da mulher na sociedade. A mulher servia para fazer a lida da casa e educar os filhos. Esta era imagem que poderia estar fora do saco. E dentro do saco tudo que ela não poderia fazer, como por exemplo abrir a sua própria correspondência. Uma mulher casada não era bem vista se tivesse um emprego, era proibido aliás. Uma enfermeira não podia ser casada.
Não era ousado vestir uma lingerie, por isso, poderia estar dentro do saco. O artista, quis mostrar que na sociedade actual já é aceitável. Assim mostra a nova visão da sociedade sobre a mulher. Depois do grande dia, pela frente do saco fechado aparece o lugar que se conquistou. O lugar em que a mulher pode sorrir, mostrar a sua opinião e lutar pelos seus direitos. O prazer que mostra no seu rosto remete para isso mesmo. Conquistou um lugar mais firme na sociedade.
A posição do corpo leva-me a pensar que ainda assim, por algumas pessoas a mulher ainda não é levada a sério com a sua posição. Acredito que daqui para a frente se continue a conquistar direitos, não para ficar superior ao homem, mas para ficar de pé de igualdade com ele.

Para concluir, antes do grande dia, eram dias sem história para a sociedade feminina em Portugal.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Motivação, Frustração e Conflito.

A motivação é o que leva o sujeito a agir,  a iniciar um ação, continuar ou acabar. É o motor de todos os nossos comportamentos. As atitudes e os comportamentos são determinados pela motivação. Isto é um processo dinâmico, há que ter em conta as diferenças individuais e os motivos que regem as ações das pessoas. Vem da necessidade, da carência e da ausência de, do estado interno da pessoa que resulta dessa necessidade, do impulso que serve para satisfazer as necessidades fisiológicas básicas (como comer, beber, dormir) e do instinto (padrões de comportamento hereditários). A motivação vária com o contexto, tarefa, a orientação e a intensidade. Tem factores intrínsecos (características interiores do individuo) e extrínsecos (ambiente, como frio e sol). Os extrínsecos podem ser factores do acaso, ou seja não planeados ou factores contingentes (previsíveis). Podem ainda ser individuais (relacionados com a sobrevivência não aprendida) ou sociais (aprendidos através das interacções sociai…

Apenas conversar.

Hoje vim contar-vos um pouco da minha forma estranha de ser. Conheço algumas pessoas com estar forma de viver no mundo e confesso que tenho alguma dificuldade em lidar com elas por serem tão parecidas comigo, com as outras também, mas pronto. Chamo-lhe síndrome da escassez de palavras. Tenho dificuldade em falar com pessoas que falem muito e não sabem ouvir. Gente que gosta muito de falar, que tem assunto sobre tudo, mas só se quer fazer ouvir. Acabo por olhar para o horizonte e responder com poucas palavras monossilábicas. Algumas fazem-me sentir que o que estou a fizer não tem interesse nenhum. Se eu tento criar assunto com alguém e recebo desprezo vou deixar de ter vontade de interagir e comunicar com essa pessoa. Por vezes, tenho alguma vergonha de me mostrar, dá-me para medir as palavras, por não saber exactamente ideia que a pessoa tem de mim ou simplesmente por achar que essa pessoa tem uma ideia errada acerca deste ser, não me sinto à vontade com a pessoa e só me apetece fugi…

Retrato da semana #2

Imagem retirada: Facebook - Cifras