Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2015

Directiva = Lei que eu tenho que estudar.

Antes de mais afirmo que isto é um resumo pela minha lógica, não significa ser a lógica correta, mas era simpático que fosse para eu tirar uma nota em condições.

A directiva teve origem pela liberdade de circulação de pessoas e serviços já existente e pela jurisprudência (basicamente uma autorização) do tribunal de justiça da união europeia.  Tem como objectivos destinar regras para o acesso aos cuidados de saúde transfronteiriços (CST) com segurança e qualidade, assegurando assim a mobilidade dos doentes de acordo com os princípios estabelecidos pelo tribunal, promovendo a cooperação dos Estados Membros (EM = basicamente os países que aderiram) em cuidados de saúde.   Não se aplica a cuidados de saúde continuados, transplantes e programas de vacinação publica.  Tem como limites não afectar o EM na organização financeira não relacionada com os CST (ou seja, os cuidados de saúde do próprio país no qual não se aplica sair dele, a directiva não tem qualquer relevância), não obriga o EM a …

Pratos Limpos.

Levantar-me e ir fazer algo de produtivo é difícil para o tamanho da minha preguiça. Parece que o meu corpo ganha uma estabilidade quando não faço nada, no entanto sou uma pessoa cheia de objetivos. Tenho mil objetivos. Eu sei que ficar a dormir de manhã enquanto podia fazer alguma coisa é errado, mas a cama chama por mim. Quando me levanto tudo funciona, mas até lá o tempo vai correndo. Hoje já está acabar Janeiro, ontem para mim foi dia de Natal. Dizem que com o passar da idade o tempo acelera e eu comprovo a teoria. A minha vida está a correr bem, as coisas estão a melhorar. Consegui passar a todas as disciplinas e vou simplesmente fazer uma melhoria. Ainda tenho cerca de uma semana para estudar para ela e o meu cérebro decide que na ultima é que vou estudar. Já estudei um tema, no qual a base é toda decorar, é provável que eu faça um resumo aqui no blogue sobre os temas, visto que tenho que juntar o útil (estudar para melhorar a minha miserável nota) com o agradável (o passatempo…

Solidão no Hospital.

Eu não a conhecia. Mas fui das ultimas pessoas a estar perto dela. Vi nos olhos da enfermeira a tristeza de ver aquela senhora na cama sem ter nome para falar com ela. Perguntou se a conhecíamos e a minha tia só disse que a senhora era filha única e solteira. Já idosa sem família. Foi apenas um coração bom visita-la. Uma vizinha que a acolhia como família. Ver aquela realidade tocou-me. Hoje voltei ao hospital e a senhora já tinha morrido. Ela esteve no meu pensamento todos estes dias. Comecei a pensar que estes casos por vezes podem estar tão perto de nós e nem reparamos. Pensamos que só temos o dever de nos preocupar com a família chegada. Mas aquele tio-avó que nem sabes o nome pode precisar da tua mão. O teu vizinho de rua pode precisar das tuas palavras. Por vezes vou tão focada na minha vida que não dou conta que a realidade que por mim passa pode precisar da minha ajuda. A solidão pode terminar com a vida. A energia pode salva-la.

" O melhor de mim "

Raramente tenho esta vontade, mas ontem apeteceu-me ligar o computador e ver um filme. Fui pesquisar, li as categorias do lado direito do site e cliquei nas comédias românticas. Comecei assistir um e rapidamente me cansei das piadas sem graça que estavam acontecer no inicio da casamento da senhora. Como rapariga que sou, voltei para trás e pesquisei romances, listas infinitas e nada que me chamasse atenção, depois lembrei-me que existiam vários filmes inspirados em livros do Nicholas Sparks. Procurei no google e encontrei este, o mais recente filme se não me engano. The best of me.  Um filme que me preencheu o coração e que me fez querer amar. Tudo tão simples, tão bonito e um final completamente inesperado que me fez hoje acordar e continuar a pensar no quanto adorei ver. Apesar de dizer que não me quero apaixonar e ignorar completamente o amor em mim, fiquei completamente rendida e só me imaginava a amar daquela forma. O filme começa com um acidente do rapaz que cai a água a 30 met…

O meu anjo na Terra.

Não sei se hei-de ligar a alguém a desabafar, normalmente é o que faço. Mas hoje é um dia que sinto que os outros também têm os seus problemas e eu não os quero incomodar com a minha falta de espírito. Sei que estariam lá para mim se os chamasse e talvez me fizesse melhor falar do que escrever, mas hoje não. Tenho um mau estar no coração muito provavelmente graças a minhas hormonas e altura do mês que me vão proporcionar. Hoje não me consigo preocupar com a maldade dos outros me possam fazer porque sei que não me vou importar, mas tenho receio da maldade do destino. Ontem fui visitar um pequeno anjo ao lar de idosos, a pessoa que mais me preocupo a face da terra, por ser tão frágil. Por ter sido a irmã que eu nunca tive, por ser a minha amiga das conversas sobre namorados, por ser a minha mãe ao preocupar-se com a minha alimentação e bem estar físico, por ser a minha tia ao dar-me prendas, por ser a minha avó. É o meu modelo a seguir se um dia for avó. Como tem uma certa idade, tenho…

Tag das 8 Coisas

Olá mais uma Tag para passar o tempo e a actualizar.

Coisas para fazer antes de morrer:
1» Viajar pelo mundo.
2» Saber falar uma língua fluentemente para além do português.
3» Fazer voluntariado noutro pais.
4» Andar de avioneta.
5» Atirar ao céu um daqueles mini balões de ar quente.
6» Ir assistir a um programa de televisão ao vivo.
7» Dormir na praia.
8» Ter a minha própria mota.

Coisas que eu amo:
1» Chocolate com morango.
2» Ir a praia no inverno.
3» Sentir que gostam de mim.
4» Atos de solidariedade.
5» Fazer exercício físico.
6» Acordar e ir tomar banho.
7» Sentir que sou capaz.
8» A minha família e amigos.

Coisas que eu odeio:
1» Falta de palavra.
2» Cebola e alho.
3» Preconceito.
4» Conflitos.
5» Ser falada.
6» Ketchup
7» Suor.
8» Espinhas e pontos negros.

Coisas que eu digo:
1» "oh filho"
2» "nabiça(s)"
3» "seres"
4» "era engraçado"
5» "daqui a 30 minutos faço"
6» "opa"
7» "porque não?"
8» "arre diabo…

Fotografia & Autógrafo já.

Seres impossíveis de alcançar? Admirar o trabalho de alguém é extraordinariamente bonito. Apreciar, não invejar, ficar contente com o sucesso de alguém que nem sabe o teu nome, sorrir pelo seu desempenho no mundo, ficar feliz só pelo ato de observar e ouvir as palavras e os seus feitos, faz-te sentir bem. Ídolo é o nome que tu lhe dás. Canta bem, dança bem e ainda tem uma boa aparência, torna-se o alvo das tuas atenções. Crias por ele uma reacção de tanta admiração que se um dia tiveres oportunidade de estar com ele, queres tirar uma foto, pedir um autografo e fugires de ali por estares em pânico com a tua agitação. Não sabes o que lhe dizer e achas improvável um dia estarem sentados a conversar calmamente  sobre o teu ponto de vista sobre a sua vida e simplesmente impossível ele interessar-se pela tua vida. Porquê que somos assim? Não sei até que ponto as pessoas que só são abordadas porque querem com elas uma foto ou um autografo são felizes. Passamos por estas pessoas e mesmo não …

Retrato da semana #4

Imagem: Tumblr

Os meus dias em 2010 #1

Digam lá, já tinham saudades das histórias dos meus diários. Vou busca-lo e rir-me e fazer-vos rir um bocadinho.

17 de Julho de 2010 

Olá! Sou a Catarina Silva. Neste momento tenho 13 anos. Faço anos 4 de Setembro, adoro o dia que faço anos, acho que é uma data mesmo gira. 

#Sim tinha acabado de estrear o diário e quando isso me acontece, eu normalmente apresento-me para ele saber quem está a usa-lo#

Sou uma rapariga diferente das outras em alguns aspectos. Mas para dizer a verdade nunca conheci ninguém igual a ninguem. Se fossemos todos iguais a vida não tinha piada nenhuma.

#Nasci para ser filosofa sempre soube, só digo coisas acertadas#

Estou a escrever neste diário para contar a minha vida. Este ano tem sido espetacular e assim quando for mais velha posso ler as minhas aventuras e emoções. Tenho muito que contar. 

#Adivinha, tinhas razão, passado quase 5 anos estou a faze-lo e a partilha-lo com o mundo. Esta parte do mundo não esperavas :) #

Vou começar pelas Férias em França!! Nunca q…

Defesa de sentimentos.

Uma amiga que me conhece bem o suficiente disse-me ontem aquilo que há tempos tenho vindo a pensar de mim: "... a tua cena não é mesmo ser querida ahaha, mas olha que és sempre, à tua maneira mas és." Com este tema vão ficar a conhecer-me tão bem que nem imaginam.  Eu não ando com uma armadura no coração mas talvez umas tábuas para o deixar controlado talvez. Já alguma vez se sentiram apaixonados? Aquela coisa de por a vontade da pessoa a vossa frente, ela dá-vos um sorriso e pensam que é amor? Aquilo de viver dependente do outro para ser feliz, aquilo de enviar uma mensagem e ela não me respondeu passado 2 segundos, já não gosta de ti? É verdade a paixão deixa as pessoas malucas, cheias de hormonas e adrenalina. Eu também já senti isso ao ponto de me sentir tão carente que não sabia comportar-me com uma pessoa decente. Uma dessas situações, o rapaz deu-me tantas esperanças que eu achava que ia mesmo resultar e estava disposta a isso, mas acabei por perceber que ele era ass…

TMI Tag - Demasiada Informação

Olá, percebi que sou um pouco limitada quando passo tempo na internet, já vi todos os videos que subscrevi no youtube, já fiz o trabalho que tinha para fazer numa disciplina maravilhosa (TIS), já andei para trás e para a frente no facebook, e não tenho nada para fazer. A televisão também não me agrada, por isso decidi responder a esta Tag. Longa explicação que ninguém quer saber, vou começar.

1. O que estás a vestir?
Calças de fato de treino, casaco de desporto com capucho, camisola de manga curta, roupa interior e sapatilhas. É, eu fui andar a pé com as minhas amigas hoje.

2. Já te apaixonaste?
Esta pergunta aparece sempre que respondo a uma Tag, já sim senhora.

3. Já tiveste um fim de namoro traumatizante?
Na altura achava que sim, agora acho que foi bom ter acontecido da forma que aconteceu.

4. Quanto medes?
Eu digo e afirmo que é 1.55, mas o cartão de cidadão aponta 1.53.

5. Tens tatuagens?
Não.

6. Tens piercings?
Ter brincos nas orelhas conta? Então não tenho.

7. Quanto pesas?
Estou qua…

Procura de beleza, aparência.

Não sou capaz de criticar este tema. É curioso a forma como nos relacionamos com o que é belo. O estereotipo varia com a cultura, a geração, a mente da pessoa talvez. Por exemplo a minha ainda fica num mundo a parte, normalmente se acho um rapaz bonito, as minhas amigas não o acham e vice-versa. O meu ensino básico foi marcado com a moda das calças abaixo do rabo, que atualmente é quase impensável achar isso bonito, mas eu lembro-me das minhas amigas apreciarem os rabos dos rapazes com as calças descidas, e dizerem que eram "bons" ou "maus" e eu ainda hoje não sei dizer se um rabo é bonito ou feio, é simplesmente um rabo, grande ou pequeno, é um rabo. Deixando os cuzinhos, a verdade é que a aparência das pessoas é importante, tiras sempre conclusões a partir do seu aspecto nos primeiros segundos de contacto, podem nem ser as mais acertadas, mas tiras. Achas agradável ou não. Normalmente ou a pessoa é muito bonita, e eu aí crio logo a ideia que é bonita, ou então p…