Pular para o conteúdo principal

Tag: Culpada ou Inocente?

Olá, para me distrair um pouco e a vocês também, vou responder a esta Tag, podem ser juízes comigo se quiserem. 
Regras:
- Só se pode responder Culpada (Sim) ou Inocente (Não).
- Não é permitido responder mais nada, apenas se alguém perguntar.


1. Já pediste alguém em casamento? Culpada.
2. Já beijaste algum dos teus amigos do Facebook? Culpada. 
3. Já dançaste alguma vez em cima de uma mesa de um bar? Inocente.
4. Alguma vez disseste uma mentira? Culpada.
5. Tiveste sentimentos por alguém que não conseguiste recuperar? Culpada.
6. Beijaste uma foto? Inocente.
7. Já dormiste até as 5 da tarde? Inocente.
8. Adormeceste no trabalho/escola? Culpada.
9. Já agarraste numa cobra? Inocente.
10. Foste expulsa da escola? Inocente.
11. Assaltaste uma tenda? Inocente.
12. Já fizeste alguma coisa que te arrependesses? Culpada.
13. Já tocaste num copo gelado com a língua? Inocente.
14. Beijaste na chuva? Culpada.
15. Já te sentaste num telhado? Inocente. 
16. Beijaste quem não devias? Inocente.
17. Já cantaste no banho? Culpada.
18. Já te empurraram para dentro de uma piscina com roupa vestida? Inocente. 
19. Já rapaste o cabelo todo? Inocente.
20. Já dormiste nua? Inocente.
21. Já caíste a frente de muita gente? Culpada. 
22. Já tiveste uma equipa de boxe? Inocente. 
23. Já deixaste o noivo a chorar? Inocente.
24. Já tiveste numa banda? Culpada.
25. Já disparaste uma arma? Inocente.
26. Já doaste sangue? Inocente.
27. Comeste comida de gato? Inocente.
28. Já comeste cheesecake? Culpada. 
29. Neste momento, amas quem não deves? Inocente.
30. Tens uma tatuagem? Inocente.
31. Já gostaste de alguém, mas não disseste a ninguém? Culpada.
32. És honesta? Culpada. 
33. Arruinaste uma surpresa? Inocente.
34. Já comeste num restaurante que ficaste tão cheia que não conseguias andar? Inocente.
35. Eliminaste alguém da tua lista de amigos? Inocente.
36. Já te vestiste com roupa de homem? Culpada.
37. Já foste a um leilão? Inocente.
38. Mantens contacto com o ex namorado? Inocente.
39. Já algum desconhecido te ofereceu uma viagem de autocarro? Inocente.
40. Já te enervaste tanto que choraste de raiva? Culpada.
41. Queres voltar atrás no tempo e corrigir um erro teu? Culpada.
42. Odeias algum "amigo" teu? Inocente.
43. Mantens-te afastada de certas pessoas porque achas que é melhor para elas? Inocente. 
44. Já tiveste um amor não correspondido? Culpado.
45. Estás aborrecida ou chateada? Inocente. 

Vejam o blogue de uma amiga minha que me ensinou a fazer isto do "aqui", e a ali, e no nome dela, Juliana Rodrigues. Oh pá, a partir disto ninguém me pára (; Obrigada Juliana *-*

Comentários

  1. Olá!
    Nomeei-te para a liebster award
    http://batomvermelho304.blogspot.pt/2014/08/liebster-award.html#comment-form
    Bjs

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Motivação, Frustração e Conflito.

A motivação é o que leva o sujeito a agir,  a iniciar um ação, continuar ou acabar. É o motor de todos os nossos comportamentos. As atitudes e os comportamentos são determinados pela motivação. Isto é um processo dinâmico, há que ter em conta as diferenças individuais e os motivos que regem as ações das pessoas. Vem da necessidade, da carência e da ausência de, do estado interno da pessoa que resulta dessa necessidade, do impulso que serve para satisfazer as necessidades fisiológicas básicas (como comer, beber, dormir) e do instinto (padrões de comportamento hereditários). A motivação vária com o contexto, tarefa, a orientação e a intensidade. Tem factores intrínsecos (características interiores do individuo) e extrínsecos (ambiente, como frio e sol). Os extrínsecos podem ser factores do acaso, ou seja não planeados ou factores contingentes (previsíveis). Podem ainda ser individuais (relacionados com a sobrevivência não aprendida) ou sociais (aprendidos através das interacções sociai…

Apenas conversar.

Hoje vim contar-vos um pouco da minha forma estranha de ser. Conheço algumas pessoas com estar forma de viver no mundo e confesso que tenho alguma dificuldade em lidar com elas por serem tão parecidas comigo, com as outras também, mas pronto. Chamo-lhe síndrome da escassez de palavras. Tenho dificuldade em falar com pessoas que falem muito e não sabem ouvir. Gente que gosta muito de falar, que tem assunto sobre tudo, mas só se quer fazer ouvir. Acabo por olhar para o horizonte e responder com poucas palavras monossilábicas. Algumas fazem-me sentir que o que estou a fizer não tem interesse nenhum. Se eu tento criar assunto com alguém e recebo desprezo vou deixar de ter vontade de interagir e comunicar com essa pessoa. Por vezes, tenho alguma vergonha de me mostrar, dá-me para medir as palavras, por não saber exactamente ideia que a pessoa tem de mim ou simplesmente por achar que essa pessoa tem uma ideia errada acerca deste ser, não me sinto à vontade com a pessoa e só me apetece fugi…

Retrato da semana #2

Imagem retirada: Facebook - Cifras