Pular para o conteúdo principal

Os meus dias em 2010 #1

Digam lá, já tinham saudades das histórias dos meus diários. Vou busca-lo e rir-me e fazer-vos rir um bocadinho.

17 de Julho de 2010 

Olá! Sou a Catarina Silva. Neste momento tenho 13 anos. Faço anos 4 de Setembro, adoro o dia que faço anos, acho que é uma data mesmo gira. 

#Sim tinha acabado de estrear o diário e quando isso me acontece, eu normalmente apresento-me para ele saber quem está a usa-lo#

Sou uma rapariga diferente das outras em alguns aspectos. Mas para dizer a verdade nunca conheci ninguém igual a ninguem. Se fossemos todos iguais a vida não tinha piada nenhuma.

#Nasci para ser filosofa sempre soube, só digo coisas acertadas#

Estou a escrever neste diário para contar a minha vida. Este ano tem sido espetacular e assim quando for mais velha posso ler as minhas aventuras e emoções. Tenho muito que contar. 

#Adivinha, tinhas razão, passado quase 5 anos estou a faze-lo e a partilha-lo com o mundo. Esta parte do mundo não esperavas :) #

Vou começar pelas Férias em França!! Nunca quero esquecer foram espectaculares! Fui para França no dia 29 de Junho, Levantamos-nos e fomos para a estação de comboios na #&%. Deixamos lá o carro e apanhamos e apanhamos o comboio até Campanhã. Em Campanhã fomos de metro até ao aeroporto. 

#Aqui começa o meu relacionamento de união com os transportes públicos na minha vida #

... O voo era ao meio dia, mas teve um atraso de 40 minutos -.-' Quando entrei no avião estava tão contente. E é verdade que queria ir a janela e fui :D A sensação ao levantar é esquesita mas muito fixe. Só me fez doer a cabeça. 

#Sinceridade acima de tudo literalmente#

Tivemos para aí 1 hora em cima do oceano. A vista de França é só campos. Saí e estava lá a minha tia (...) A minha tia estava vestida com um vestido preto e tinha ido ao cabeleireiro. No carro a nossa espera estava o meu tio. Tivemos para aí 2 horas até a casa deles (...) No dia seguinte, 30 de Junho, eles tinham ido trabalhar e eu e os meus pais fomos dar uma volta pelo &%@ . O meu pai estacionou o carro dos meus tios em cima de uma linha amarela e quando voltamos tínhamos uma multa de 11 euros xD 

# E aqui comecei aprender o código com as asneiras do meu pai :) #

Bem já chega fica aqui um cheirinho do que ainda falta contar, beijinhos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Motivação, Frustração e Conflito.

A motivação é o que leva o sujeito a agir,  a iniciar um ação, continuar ou acabar. É o motor de todos os nossos comportamentos. As atitudes e os comportamentos são determinados pela motivação. Isto é um processo dinâmico, há que ter em conta as diferenças individuais e os motivos que regem as ações das pessoas. Vem da necessidade, da carência e da ausência de, do estado interno da pessoa que resulta dessa necessidade, do impulso que serve para satisfazer as necessidades fisiológicas básicas (como comer, beber, dormir) e do instinto (padrões de comportamento hereditários). A motivação vária com o contexto, tarefa, a orientação e a intensidade. Tem factores intrínsecos (características interiores do individuo) e extrínsecos (ambiente, como frio e sol). Os extrínsecos podem ser factores do acaso, ou seja não planeados ou factores contingentes (previsíveis). Podem ainda ser individuais (relacionados com a sobrevivência não aprendida) ou sociais (aprendidos através das interacções sociai…

Apenas conversar.

Hoje vim contar-vos um pouco da minha forma estranha de ser. Conheço algumas pessoas com estar forma de viver no mundo e confesso que tenho alguma dificuldade em lidar com elas por serem tão parecidas comigo, com as outras também, mas pronto. Chamo-lhe síndrome da escassez de palavras. Tenho dificuldade em falar com pessoas que falem muito e não sabem ouvir. Gente que gosta muito de falar, que tem assunto sobre tudo, mas só se quer fazer ouvir. Acabo por olhar para o horizonte e responder com poucas palavras monossilábicas. Algumas fazem-me sentir que o que estou a fizer não tem interesse nenhum. Se eu tento criar assunto com alguém e recebo desprezo vou deixar de ter vontade de interagir e comunicar com essa pessoa. Por vezes, tenho alguma vergonha de me mostrar, dá-me para medir as palavras, por não saber exactamente ideia que a pessoa tem de mim ou simplesmente por achar que essa pessoa tem uma ideia errada acerca deste ser, não me sinto à vontade com a pessoa e só me apetece fugi…

Retrato da semana #2

Imagem retirada: Facebook - Cifras