Pular para o conteúdo principal

Procura de beleza, aparência.


Não sou capaz de criticar este tema. É curioso a forma como nos relacionamos com o que é belo. O estereotipo varia com a cultura, a geração, a mente da pessoa talvez. Por exemplo a minha ainda fica num mundo a parte, normalmente se acho um rapaz bonito, as minhas amigas não o acham e vice-versa. O meu ensino básico foi marcado com a moda das calças abaixo do rabo, que atualmente é quase impensável achar isso bonito, mas eu lembro-me das minhas amigas apreciarem os rabos dos rapazes com as calças descidas, e dizerem que eram "bons" ou "maus" e eu ainda hoje não sei dizer se um rabo é bonito ou feio, é simplesmente um rabo, grande ou pequeno, é um rabo. Deixando os cuzinhos, a verdade é que a aparência das pessoas é importante, tiras sempre conclusões a partir do seu aspecto nos primeiros segundos de contacto, podem nem ser as mais acertadas, mas tiras. Achas agradável ou não. Normalmente ou a pessoa é muito bonita, e eu aí crio logo a ideia que é bonita, ou então para mim é só uma pessoa. Posso dizer que no que toca a atração, é rara a vez que me interesso pelos mais belos, tenho uma queda no padrão que simplesmente é uma pessoa. Infelizmente tenho um preconceito que as pessoas que têm melhor aparência, podem ser mais rudes ou mais convencidos, ao longo do meu crescimento percebi que nem sempre é assim. De mim digo-te que sinto-me muito melhor se acordar e gostar de que vejo. Não sou vaidosa, tenho 18 anos, e a única maquilhagem que tenho é um creme hidratante, um corretor e um rímel. E normalmente só uso o creme e quando me importo com a minha imagem. Como sou bastante preguiçosa, acabo por muitas vezes nem por. Usar saltos? Mais agora que cansei-me de parecer que tenho 12 anos e ser minúscula. Andar de bolsa? Eu gosto tanto de por tudo nos bolsos que está a ser difícil. Eu gosto de me sentir bem, e para mim isso já é belo. Não é mau procurar pela beleza, ajuda na autoestima, e ficas mais confiante em ti e vai dar o melhor de ti aos outros. Não precisas de ser a mais bonita(o) precisas de gostar de ti como és e se tens de mudar para isso, vai. Com isto, quero dizer que a aparência que tens para os outros que gostam de ti provavelmente não importa, mas se precisas disso para te sentir melhor, cuida de ti. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Motivação, Frustração e Conflito.

A motivação é o que leva o sujeito a agir,  a iniciar um ação, continuar ou acabar. É o motor de todos os nossos comportamentos. As atitudes e os comportamentos são determinados pela motivação. Isto é um processo dinâmico, há que ter em conta as diferenças individuais e os motivos que regem as ações das pessoas. Vem da necessidade, da carência e da ausência de, do estado interno da pessoa que resulta dessa necessidade, do impulso que serve para satisfazer as necessidades fisiológicas básicas (como comer, beber, dormir) e do instinto (padrões de comportamento hereditários). A motivação vária com o contexto, tarefa, a orientação e a intensidade. Tem factores intrínsecos (características interiores do individuo) e extrínsecos (ambiente, como frio e sol). Os extrínsecos podem ser factores do acaso, ou seja não planeados ou factores contingentes (previsíveis). Podem ainda ser individuais (relacionados com a sobrevivência não aprendida) ou sociais (aprendidos através das interacções sociai…

Apenas conversar.

Hoje vim contar-vos um pouco da minha forma estranha de ser. Conheço algumas pessoas com estar forma de viver no mundo e confesso que tenho alguma dificuldade em lidar com elas por serem tão parecidas comigo, com as outras também, mas pronto. Chamo-lhe síndrome da escassez de palavras. Tenho dificuldade em falar com pessoas que falem muito e não sabem ouvir. Gente que gosta muito de falar, que tem assunto sobre tudo, mas só se quer fazer ouvir. Acabo por olhar para o horizonte e responder com poucas palavras monossilábicas. Algumas fazem-me sentir que o que estou a fizer não tem interesse nenhum. Se eu tento criar assunto com alguém e recebo desprezo vou deixar de ter vontade de interagir e comunicar com essa pessoa. Por vezes, tenho alguma vergonha de me mostrar, dá-me para medir as palavras, por não saber exactamente ideia que a pessoa tem de mim ou simplesmente por achar que essa pessoa tem uma ideia errada acerca deste ser, não me sinto à vontade com a pessoa e só me apetece fugi…

Retrato da semana #2

Imagem retirada: Facebook - Cifras