Pular para o conteúdo principal

Catarina e o Mundo ' Maio 2015


São 07h53, e eu acordei as 7h devido aos meus espirros maravilhosos. Apenas hoje estou a sentir que posso ficar um pouco na cama sem qualquer preocupação, é bom. Não sei muito bem porquê que estou a escrever isto agora, mas talvez seja porque o mundo está a dormir e não vou ser interrompida pelo inevitável. É preciso também dizer que em plena hora, ainda não funciono. 
Olhando para o calendário, e usando a pouca memória que tenho das coisas, no dia 1 de Maio fui comprar juntamente com os meus pais e tios, o meu traje académico. Nunca na minha vida vou esquecer a sensação que senti quando a senhora me coloca o Gabão por cima das costas, o peso da responsabilidade, tão bom, finalmente!
Este mês, sempre que vim a casa, fui visitar também minha avó ao lar, estar um pouco com ela, fazê-la sorrir, com pequenos gestos e provações. É realmente uma pessoa que adoro, e admiro toda a sua força de viver.  
Na segunda-feira, dia 4, deve ter sido, comprei a minha pulseira para o Enterro (semana académica, para os menos intendidos), aquele bocado de linhas foi caro, por isso tinha que valer a pena o custo. Fui 4 dias por isso sim, valeu o dinheiro. 
A semana académica decorreu do 8 a 14 de maio, a minha vida consistiu: durante o dia ir para o parque do Jumbo da terra fazer o carro para o desfile (na minha opinião foi o melhor), ao final da tarde ensaiar as musicas para a passagem da tribuna, e no final do dia sair de casa por volta das 11h (tenho a dizer que a essa hora ainda é cedo, eu desconfio que as pessoas dormem até as 2/3h da manhã e depois vão) e ir para o recinto, falar com este e com aquele, foi divertido. Dancei bastante,bebi um shot de licor beirão (é muy bueno) e uma porcaria qualquer parecida com cerveja, estava em retenção de custos. Andei de carrinhos de choque e fiz amigos, foi fixe. Como podem calcular dormi 2, 3 horas por noite. Destes dias retiro que nunca mais na vida vou ver um concerto do Anselmo Ralph solteira, é deprimente. 
No dia 14 foi o desfile. Estar longe de casa e ver os meus pais lá apoiar-me, foi só o grande momento da minha vida. Durante o desfile, nos andávamos pelas ruas das cidade e era distribuídas cervejas por todo o lado, nunca levei com tanta cerveja por mim a baixo, foi tão divertido. Na hora da passagem da tribuna, ouvia-se, ouvia-se mesmo bem as nossas canções e gritos correu muito bem e fiquei super orgulhosa. Dei o pi, quando alguém diz "MALTA, PASSAMOS NA TRIBUNA, DEIXAMOS DE SER ALUVIÕES, SOMOS MOLIÇOS" Dei por mim a saltar que nem uma maluca cheia de alegria. Nessa mesma noite, fui para a casa de uma amiga tomar banho e vestir o traje, como naba que sou claro que me tinha de esquecer do casaco do traje na residência, parabéns para ti Catarina. La foram os meus papas queridos busca-lo, recusava-me  sair mal trajada. 2h30 da manhã e estávamos a sair de casa para ir para o recinto. Outro grande momento, foi quando o meu Patrão (padrinho) me viu trajada, o melhor abraço de sempre. 
Posso dizer que no dia 15, cheguei a casa a meio da manhã, almocei e dormir todo o dia, acordei jantei e dormir toda a noite pelos dias todos que estive acordada. 
O resto do meu mês foi sobreviver a testes e trabalhos, devia sublinhar trabalhos e testes, porque depois daquela semana a boa vida acabou. 
No dia 24 foi a comunhão dos meus meninos, senti tanto orgulho quando eles seguem em fila na entrada para a igreja. 3 anos se passaram e só consigo adora-los. Mesmo inocentes, sem terem a noção do que estavam a fazer, senti todo o orgulho por eles estarem lá. 
O mês terminou com o aniversário de duas amigas minhas, fui para a noite com metade da matéria de anatomia estudada, diverti-me imenso e por mim voltava a repetir. Oficialmente terminou mesmo no dia 31 depois de dormir uma hora, ter ido dar catequese, ir a missa dos trajados numa terrinha aqui ao lado 'representar' as universidades com uma amiga minha. Foi brutal. 
Afinal escrever a esta hora, permite-me ter mais memória, até breve! Obrigada <3




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Motivação, Frustração e Conflito.

A motivação é o que leva o sujeito a agir,  a iniciar um ação, continuar ou acabar. É o motor de todos os nossos comportamentos. As atitudes e os comportamentos são determinados pela motivação. Isto é um processo dinâmico, há que ter em conta as diferenças individuais e os motivos que regem as ações das pessoas. Vem da necessidade, da carência e da ausência de, do estado interno da pessoa que resulta dessa necessidade, do impulso que serve para satisfazer as necessidades fisiológicas básicas (como comer, beber, dormir) e do instinto (padrões de comportamento hereditários). A motivação vária com o contexto, tarefa, a orientação e a intensidade. Tem factores intrínsecos (características interiores do individuo) e extrínsecos (ambiente, como frio e sol). Os extrínsecos podem ser factores do acaso, ou seja não planeados ou factores contingentes (previsíveis). Podem ainda ser individuais (relacionados com a sobrevivência não aprendida) ou sociais (aprendidos através das interacções sociai…

Apenas conversar.

Hoje vim contar-vos um pouco da minha forma estranha de ser. Conheço algumas pessoas com estar forma de viver no mundo e confesso que tenho alguma dificuldade em lidar com elas por serem tão parecidas comigo, com as outras também, mas pronto. Chamo-lhe síndrome da escassez de palavras. Tenho dificuldade em falar com pessoas que falem muito e não sabem ouvir. Gente que gosta muito de falar, que tem assunto sobre tudo, mas só se quer fazer ouvir. Acabo por olhar para o horizonte e responder com poucas palavras monossilábicas. Algumas fazem-me sentir que o que estou a fizer não tem interesse nenhum. Se eu tento criar assunto com alguém e recebo desprezo vou deixar de ter vontade de interagir e comunicar com essa pessoa. Por vezes, tenho alguma vergonha de me mostrar, dá-me para medir as palavras, por não saber exactamente ideia que a pessoa tem de mim ou simplesmente por achar que essa pessoa tem uma ideia errada acerca deste ser, não me sinto à vontade com a pessoa e só me apetece fugi…

Retrato da semana #2

Imagem retirada: Facebook - Cifras